Comemoração do 24/7


A gripe começava a me pegar na sexta feira
O mal de sair do cobertor quente e do colo quentinho do Dono no meio da madrugada e ir peladona a cozinha tomar água gelada
Friagem, marquei bobeira e deixei o resfriado vir
O frio aumentava e o medo de piorar tomava conta de mim
Mais queria muito rever amigos e também presenciar com momento único, aqueles que iriam para ver a cena de kinbaku do Dono as 2 da manhã
Mesmo estando com as papilas um pouco prejudicada devido à congestão nasal, estava louca para provar a tão falada torta pumba
Na manhã de Sábado, lavei meu cabelos e sequei, separei a roupa que usaria e a roupa da cena, um lindo macacão de renda que ganhei da Sra Halustriel de da nina, coisa mais linda e ficou divino, combinando muito bem com as cordas de juta que o Dono usaria na cena de kinbaku
Cordas arrumadas, mosquetões, aro de inox, faca de segurança e tudo mais que o Dono precisaria para cena, tudo organizado
A coleira que ia usar na cena e a coleira para usar durante toda noite, já guardadas na malaE fomos encontrar os amigos e almoçar
A garoa já havia diminuído e logo revi a linda sophia, com aqueles olhos lindos e simpatia de sempre
Ganhei um crachá com meu nome, e fui rever meus amigos, que há meses não os via
Logo de cara a mesa da Pumba, mais como estava atrás do Dono, acabei que passando reto de primeira, estava coladinha no Dono
Já tinha aprontado bastante durante a semana e não estava precisando piorar meus castigos terríveis
O Dono me deixou à vontade, e fui cumprimentar os conhecidos
Conheci a loka pela lua, ursinha, agatha do Sr Zack, Le, Sr ACM RJ, Sr Shibari, Angel e Sda, Sr Alessandro, carmen do Sr do Castelo, Chakal e outros
Revi a nila (que saudade), biazinha, jadzia, tavi, annye, naara (muito tempo sem ver, estranhei a magreza excessiva, mais está otima assim)
Lady Orquidea, me abraçou tão gostoso, matei a saudade, rosinha vermelha, rianah, Domme Larinha, Domme Kat e lapin, sub zero, pequena polegar, Sr TVP e muitos outros
O tempo passou rápido as palestras foram super produtivas e gostosas
Uma cena linda de fogo, por medeia e Master Lenhard, e um workshop de fire play e eu louca para ver tudo, sou vidrada por fogo e o calor é algo que me excita muito é hipnotizante
E logo eram 1:40, faltavam 20 minutos para cena do Dono, de acordo com o cronograma
E fui me arrumar para cena, trocar de coleira colocar o macacão vermelho e sapatinho
Os amigos já se mobilizando para ver a cena sobre kinbaku que o Dono daria, com algo explicativo, contando e mostrando o que é a técnica e demonstrando
Eu preocupada com o horário, já que haveriam outras cenas para iniciantes de shibari
Infelizmente alguns amigos não puderam esperar mais, havia já 1 hora e meia de atraso, e não puderam ficar para ver a cena do Dono e minha
3:30, tudo pronto (eu desde das duas....hehehehe)
O Dono gentilmente pediu que uma moça que dormia num pufe, se levantasse (ngm merece)
Eu dei uma arrumadinha na sala e o Dono passou o trisclon de inox pela viga de madeira
Amigos estimados por perto, Domme Kat e lapin, Domme larinha, beatriz, pétala (linda e meiga como sempre), Chakal, Sr Verdugo e Primeira Dama, a linda lolipop do Sr Logan

Eu estava tão nervosa que vi mais pessoas mas não me lembro
Sempre fico assim quando o que o Dono fará comigo é surpresa, a ansiedade bate e as coisas somem da minha vista



O Dono me amarrou, fazendo um shibari artístico (kinbaki-bi) e explicando o porque de cada coisa ali feita

Senti o nó, pegar pontos sensíveis e excitantes do meu corpo, e ali começava a ficar mais ofegante e a me soltar mais e mais

Nos seios, próximo ao clitóris, e no cóccix

Me excitava muito, me amarrou as pernas e mostrou uma imobilização do tipo bondage, eficiente e rápida e começou a falar e explicar o que é o kinbaku

Nada mais do que uma forma oriental de práticas com cordas, com bases nos antigos guerreiros

E na arte marcial que eles exerciam

E me desamarrou, começou o kinbaku propriamente dito

Amarrando tronco, quadris e pernas

E me fez voar deliciosamente

Girava-me e ai modificando a posição das minhas pernas, eu como uma bailarina, em vôo, mudando e ficando cada vez mais lindo





E girei, exposta, linda, uma tela para arte do Dono

E como a roupa vermelha combinou com as cordas, tudo certinho e gostoso

Toques no sexo exposto, torturas, ainda mais surpresas estariam por vir

Ainda dava tempo para brincar mais com a cadelinha margoth

E o Dono, não hesitou, meteu um mosquetão no meios das cordas que passavam pelo meu quadril, passou a corda, laçou no trisclon, arrumou a alavanca e puxou

Sem força nem nada eu fui subindo, segurei no aro, para ter mais segurança

E fui, subindo, subindo, subindo, e o Dono olhando para mim, como se nada estivesse ocorrendo, apenas com um sorriso de sadismo no ar

Amo demais o olhar o a forma sádica que olhou para mim, me deixando excitadíssima

Me segurou e foi me descendo, até que fiquei na posição que mais gosto, totalmente de pernas para o ar

Me empurrou, girou, me impulsionou pelos seios, tocou meu sexo exposto, deu tapinhas torturantes no meu sexo pulsante

De forma estranha, os tapas na minha bunda vulnerável , doem mais de ponta cabeça






Fiquei ali, e não queria mais voltar, um subspace louco, uma viagem diferente e muito boa mesmo

Uma invasão de prazer, a mente leve, distante que vai vindo de volta e sentindo com mais intensidade os comandos do Dono

Aos poucos e com cuidado, foi me voltando, com zelo de Dono que cuida da peça, me deitou no Seu peito, deixando alguns segundos, para me deixar na vertical novamente

Na posição sentada, mais ainda suspensa, estava em transe ainda, em alpha, embreagada de excitação e êxtase

Da mesma forma que me subiu, me desceu, agora me beijando a boca, com volúpia e sem o mínimo de esforço, beijando e me descendo...rs...rs

Fui me vestir, colocar o casaco quentinho, sentei para conversar com amigos

Conversando com o casal Sr Arcane e Sua sub, pessoas muito divertidas e simpáticas

Fomos ver uma das cenas mais lindas que vi na noite

Uma mumificação por Gata Selvagem

Que cena mais linda, que cuidado, capricho, e a beleza de cada detalhe

Eu amei de paixão, tudo, desde a tortura, até a decoração com fitas largas coloridas

Aos que puderam e presenciaram, foi maravilhoso e uma cena única

Saímos para tomar o café, terceiro ano da margoth de 24/7 e em todos outros queria aproveitar bem

Um café gostoso demais, na Cia de Sr Verdugo e Primeira Dama

Eles falavam de coisas extremamente sádicas e juntou ali os dois, com certeza falavam de maldades, sadismo e torturas

Os olhos brilhando e começaram a me aterrorizar

Eu conversava com Primeira Dama, e a manhã vinha de forma sutil, e muito amistosa

Um casal que admiro e tenho muito carinho e respeito

A relação 24/7 é intensa mais complexa

e eu tenho ainda coisas a evoluir e aprender

E fomos para casa, já cansados e desejando descansar bem gostoso

Foi um dia ótimo, matei a saudade de muita gente, conheci novas, interação e amizade

Assim comemorei o dia internacional BDSM

E comemoramos Dono e sub, em casa, de forma particular e intensa, muito intensa

MFD_[margoth]

Um comentário:

{ágatha}L.Zack disse...

o encontro 24/7 foi mesmo sensacional e amei enfim te conhecer né linda! bjs já cheios de saudades.


PS: Gostou da torta Pumba? rs