24X7 - Suspensões



Eu e o Dono conhecemos lá no encontro nacional, o Sr Sorg e Sua submissa, akemi
Adivinha?
Amante das cordas como o Dono, e um exímio shibarista
Nos presentearam com maravilhosas cenas, com facas e espada, velas e cordas
E Eles vieram para o 24X7, como fiquei feliz, tenho tanto respeito e carinho pelos dois
Nessas horas que acho que deve ser coisa de outra vida
Nos receberam com carinho e inundaram nossos olhos com coisas maravilhosas
la por sinal, é uma ótima tomadora de sorvete com ballgag...rs.....rs...rs
O Dono ganhou uma linda corda de juta, deliciosa por sinal...rs..rs
Agradeci ao Sr Sorg, pois eu também vou ser beneficiada do presente...hehehe
Estávamos juntos na sala de shibari, vimos uma linda cena Deles, com bambu, e cordas, e depois suspensão e tortura
Foi minha vez, estava com pouco de receio, mais com bastante tesão
Ia levitar de novo, levantar voo.......hum coisa boa
O Dono me amarrou, prendeu e colocou de ponta cabeça
As cordas acariciavam meu corpo que entrava em transe
Elas relavam e apertavam minha bundinha (bundinha não bundão..rs), que começava a ficar deliciosamente sensível
Eu de ponta cabeça, vendo os pernões do Dono, Seus pés, começei a ficar doidinha
Que ângulo delicioso para cobiçar e desejar o Dono (espero que Ele não leia isso...hehe)
Umas coxas gostosas, nossa e eu ainda lá com o bundão para cima, não ia prestar depois
O Dono começou a me girar, de ponta cabeça
Foi delicioso, comecei a toca minhas coxas estava tão gostoso
Meu desejo mais intimo era que o Dono pegasse meu pescoço e apertasse como numa asfixia, do jeito que eu estava acho que gozaria, de ponta cabeça e com o pescoçinho apertadinho, certeza
Mais o Dono tem o bom senso que eu não tenho..rs
Pedi mais uns minutos, mais não teve jeito, delicia beijo do Dono e carinho de ponta cabeça e alisar a cadela pendurada igual um presunto parma no teto
Nada paga essa sensação

Dai, após terminar, fui eu olhar as 2 pilastras e dizer que com o tesão que eu estava era melhor pendurar com as pernas abertas, ou pendurar a cadelinha manhosa por uma perna só

Nisso a cadela pri, também de Brasília, dava varias risadas, dizendo que eu tinha cara de cadela mesmo, cadela arteira e levada, e que era um barato ver minhas carinhas para o Dono
Nós conhecemos no Encontro Nacional e logo vimos afinidades, somos cadelas mesmo e adoramos ser, terrine, casinha, coleira, escova de cabelos de cadela, enforcador...rs....rs..rs
Um doce de moça, e é uma cadela maravilhosa, eu como cadela também e amiga, sou suspeita para falar
Mais eu faço mesmo umas carinhas adoráveis, e amo todas mais todas as reações do Dono, seja um tapa na cara acompanhado de um "cadela ordinária", ou uma lambada na bundinha com rabo de tatu, ou uma puxada de cabelo, que faz a manha toda sumir
Dai, o Dono conversando com o Sr Attila, foram pendurar a cadela passando pelas duas vigas
Prenderam pela pelve, um shibari no corpo, que prenderia pela bacia, na hora que o Dono pediu para eu soltar o corpo, o grelo ficou preso, apertado, e o peso, sobre a virilha
Era uma amarração para masocas (quem mandou eu ser boca grande), tava f...da, foi um limite superado, pois fui sentindo a dor aos poucos, mais o Dono me dá apoio, força sempre, isso que é bom, da superação de limites
Achei que não fosse aguentar, cada corda presa em uma viga diferente, vinha direto na minha bacia e o peso era todo na virilha, e de vez em quando sentia tudo da região contrair, uma coisa doida, dor e prazer
Pensei que minha pomba fosse partir mais em dois, do que já era
O osso da pelve, senti por completo, quando eu me mexia, a corda deslizada forte, de um lábio a outro e encontrava um obstáculo que crescente e pulsante
Dai, foi só virar de ponta cabeça, que a subzinha delirou, fiquei de ponta cabeça com as pernas aberta, vulnerável, para tomar uns tapinhas no sexo
Soltei, os braços e fui aos poucos me afastando daquela realidade, como num sonho, o Dono sempre falando comigo, ouvia Sua voz de longe, gostosa, fui me deixando levar pela situação, e momento
Como se transmutasse do físico, apenas para o mental, não mais estava ali, em outra dimensão eu diria
Queria mais e mais, mais é arriscado muito tempo, infelizmente
Voltei, fui desamarrada, o abraço do Dono me preencheu
Amarrei as cordas
O Dono e o Sr Attila, ficaram conversando, entretidos falando de bitolas de cordas, materiais, nós, amarrações, foi gostoso
Foi bom demais
E gosto de ver o Dono, conversando sobre algo que adora, e com pessoas bárbaras do meio, e sensatas, respeitadas
Eu adorei o dia, suspensa 2 vezes, de ponta cabeça, adoro.............foi perfeito
O estigma do 24X7 do ano passado, sumiu
E hoje sou feliz, sendo do Dono, usando Sua coleira, e a mercê dos Seus desejos
Ao Sr de mim, apenas obrigada pelo carinho, cuidado e pelo prazer............
Ao Sr Attila, meu respeito e admiração
Ao Sr Sorg e akemi, meu carinho, e amizade e respeito


MFD_[margoth]

3 comentários:

tavi disse...

Um prazer imenso te rever, tao bela e tao serena.
beijos
tavi

MFD_[margoth] disse...

Tavi obrigada pelo carinho,fico feliz que gostou, você é umas das que acompanha minha metamorfose,desde o início
Realmente estou serena e em paz
Feliz e levemente arteira como sempre...rs..rs
bjo carinhoso
MFD_[margoth

{Deusa}_Kl disse...

Que cena deliciosa vc descreveu minha querida..e as fotos nossas perdi o ar aqui..Lindas..
Isso somente demonstra a cumplicidade e o desejo pelo seu Dono..


Beijos com carinho..