Brasília - Encontro Nacional

Uma noite importante

Esperava o Dono, no saguão do aeroporto

O excitante e misterioso Encontro Nacional

Pela dedicada participação dos organizadores do BDSM sem culpas, prometia ser inesquecível

A mala pesada do Dono, sugeria um conteúdo interessante de cordas, o que me intrigara

Sou amante dessa arte, da arte que faz em meu corpo, desenha, destaca partes do meu corpo

Me pinta

A cadela louca para beijar as mãos do Dono, até deixa-las vermelhinhas, pelo calor da minha boca, mais ali, um ambiente que não poderia

Estranho como tem coisas que são automáticas para mim

Todos dispersos nos seus afazeres, nas suas poltronas, e a subzinha preocupada com o gelo no copo do Dono (ai coisa de sub mesmo)

Eu na minha maravilhosa dieta hiperproteica, já com 7 kg a menos, mais como amante, carrego chocolate na bolsa, até havia esquecido dele

O Dono pede, e de forma deliciosa o degusta na minha frente

O perfume do cacau inebria meus sentidos, começava a salivar, principalmente quando Ele roçava o pedaço nos meus lábios, apenas um roçar, para sentir o aroma

Cacete como queria dexa-lo derreter na minha boca, mais pensei que quem sabe mais tarde, minha boca seria presenteada com algo que derreteria e inebriaria meus sentidos na mesma forma

Ao chegar em solo presidencial, recepcionadas pela linda rosinha e pela selena

Que paz gostosa, que espirito contagiante

Tudo tão perfeito, viemos rindo e nos divertindo no caminho ao hotel

Elas divinamente prontas para o baile de máscaras

Fomos o Dono e eu nos trocarmos e as encontrariamos na festa

Eu linda, com os cabelos presos, sentindo um frio terrível

Sorte que o Dono esquenta a subzinha

Uma festa linda, muitas pessoas, iniciantes, aprendizes, amantes de diversas artes

Pessoas do Brasil todo, todos em prol da mesma coisa, o BDSM

Todos reunidos, foi lindo, os Dominadores sentados, e os submissos aos Seus pés, eu achei bela aquela cena

De familiar, a vaquinha, Sr Verdugo e bruna, o renan, kalia e o Mestre K@, eu também não conheço tantas pessoas do meio, sou uma pessoa um pouco tímida

Conheci novas pessoas, conhecemos Sr Hades, shibarista como o Dono, que é lá de Brasília, entre outros

Seleninha ficou cuidando de mim, enquanto o Dono e Sr Hades conversavam lá fora, foi tão gostoso aquele carinho dela comigo, isso ficou em mim, de mim ninguém vai tirar esse sentimento que nasceu ali

Derrepente, surpresa, o Dono chega um uma corda preta linda, que desejava há um bom tempo

Presente do Sr Hades

O Dono pediu para eu amarra-la, a fiz e usei de cinto, ficou linda na minha cintura

Música, dança, performances, amigos, foi uma curta sexta feira, mais com sentimento de muito e muito tempo

Sábadão, começo das atividades do workshop
Acordar cedo, depois da festa, depois dos depois...rs...rs, ficava meio dificil
Certo? Errado
Num pique não humano, acordamos , fomos tomar café, e as carinhas familiares do dia anterior
Estavam todas lá, todos acordaram cedo, com sede de mais interação, mais conhecimento, mais prazer

Cada minuto no cerrado era precioso, era único
A subzinha aqui, o Dono e Sr Hades fomos ver as cordas da cidade, encontradas em lojas de produtos agropecuários
Eu olhava os arreios, os chicotes, canes, os acessorios, celas, terrines enormes, escovas de pentear crina do cavalo, casinhas de cachorros que caberiam 2 de mim...rsrsrsr
Enforcadores de todos os tipos, mais esse já tem um que eu uso, dai não me interessou muito
Brinquedinhos de cachorros, acho que era de cavalo, pelo tamanho deles
O frio da madrugada, dava lugar a um sol delicioso, um cheiro de terra perfumada

E cadelinha passeando logo cedo, estava literalmente amando tudo aquilo
O Dono procurava outro rabo de tatu para Ele, mais não encontrou, comprou, uma espécie de cane, com 3 dentes em corda, com aço
Eu pensando que ia ficar na minha bundinha igual pegada de galinha no galinheiro, 3 riscos altos e vermelhos
Dono comprou a corda dourada, ficou linda divina, perfeita, os nós brilham, ficam em destaque, é literalmente um tesão a corda
Fomos para a casa, onde seria o encontro, palestra sobre pontos de prazer e pontos de dor, não é que o Dono ta usando direto comigo??

Todos interagiram, eu, o Dono, sagi, raquel, beatriz, Sr Sorg e akemi, entre outros, foi gostoso demais
Fui conhecer a casa, juntamente com o Dono
Que ambiente gostoso, uma linda barra de ferro, para dança sensual, o fetiche de puta, a dança a exibição, fiz umas dançinhas ali, mais isso outra hora eu conto
Quartos temáticos, com camas, decorados, um hall num canto o X, e adentrando um corredor, as homenagens, as fotos e entrevistas
E as oficinam continuavam, cada uma com mais vigor, mais participação de todos
Debatemos temas antigos, abrimos novos, paramos para rever alguns conceitos, quando estamos abertos para ouvir o conceito do próximo, sem invasão, como era naquele ambiente
De noite, todos para o hotel, hoje seria uma noite diferente, a noite da magia
Minha roupa da festa, era o shibari, de segunda pele preta ,calça preta e cordas branca e preta
Corda nova, direto do cerrado para o corpo da subzinha....rsrsrs
Ficou lindo
O tarot do grupo, criatividade e expressão, lindas cartas expressando praticas, expressando momentos e a união desse lindo grupo de Brasília

Os elementais estavam presentes em tudo, no calor das velas, na água da piscina, na terra do cerrado, no ar, seja a suspensão por si, só, seja o ar do ambiente, um ar de prazer puro
Emoções, lindas cenas, suspensão, spanking, velas, facas (lindas por sinal), fogo, cordas, servidão
Foi a noite em que cada Dominador, se expressava junto com Sua peça, ou com alguém que tivesse realmente carinho e afinidade
E inédito na histório do BDSM nacional, vaca profana, suspensa, em flutuação, diria, levitando sobre as águas, foi lindo e marcante para todos
Naquela noite de mágia, mágico foi o sentimento que tomou conta de nós presentes, uma paz, um calor humano, amizade e sintonia
Domingão, clima de despedida, mais nem por isso tristeza, e sim gostinho de quero mais
Brincamos e nos divertimos muito ainda naquela manhã

Fomos almoçar, fomos tomar cachaça, comer um peixe gostoso lá do Cerrado

Muitos risos, cachaças, cerveja, prosa de amigos

Emoção ao comentarmos o que foi e o que significou aqueles 3 dias e o esforço que sabemos que foi, para tudo sair perfeito como foi

Todos o grupo BDSM sem culpas merece

As lindas meninas, rosinha, selena e vaquinha foram comigo e o Dono no aeroporto, emoção na despedida, eu chorei mesmo, sem vergonha, fiquei emocionada, com todo aquele carinho

Era muita coisa e pouco tempo

Mais ficou na mente a despedida, as 3 cantando, elas ensaiaram uma musiquinha

Obrigada meninas e BDSM sem culpas, por tudo

Lady Orquidea, Sra Endora, meclave,Sr Phantom,Sr Draco, Sr Sorg, cadela pri, entre outros

MFD_[margoth]


Um comentário:

http://rosa-sr.b.zip.net disse...

Chorando aqui dias depois ao ler este relato tão fiel às emoções, obrigada pela presença e pelo presente que nos dá aqui lendo e revivendo, saudade e muita mesmo, beijinhos perfumados
rosinha